ECOLOGIA E SAÚDE

Ciência cidadã para monitoramento da dengue  

 

Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Uma equipe de professores e alunos nas áreas de biológicas que produzem/criam protocolos voltados a temática da dengue, para serem aplicados em escolas de nível fundamental II de Foz do Iguaçú-PR.

Assim, através da formação continuada de professores para a execução de protocolos de investigação e coletas de dados futuramente disseminados, este projeto contribui para conhecimento e reconhecimento da ecologia e espécies do gênero Aedes, bem como, para o mapeamento de focos de proliferação nas regiões onde os protocolos forem aplicados.

Objetivos:

  • Desenvolvimento de protocolos investigativos em ciência cidadã, direcionados a ecologia de doenças infecciosas, causadas pelo mosquito Aedes aegypti;

  • Construção de protocolos de coleta de dados;

  • Desenvolvimento de atividades de formação de professores, a fim de apresentar o material, e possíveis metodologias de ensino aplicáveis à esta ferramenta;

  • Introdução de um material pedagógico investigativo, que permite a aplicação e o  desenvolvimento do método científico, ampliando a relação de ensino-aprendizagem de professores e alunos de Ensino Fundamental II;

  • Produzir/desenvolver material que se adeque a temática apresentada pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), não havendo restrições de disciplinas.

 

Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Uma equipe de professores e alunos nas áreas de biológicas que discutem com alunos de escolas da rede pública de Foz do Iguaçu, diversos aspectos da biologia destes insetos e o impacto da proliferação dos vetores na dispersão das doenças.​

Objetivos:

  • Criação de um grupo de trabalho multidisciplinar para monitorar os mosquitos do gênero Aedes;

  • Informar sobre as arboviroses (Dengue, Zika e Chikungunya) e anomalias associadas (microcefalia e síndrome de Guillain-Barré); 

  • Conscientizar sobre a importância da luta contra os mosquitos transmissores;

  • Promover o conhecimento dos acadêmicos sobre a ecologia dos vetores;

  • Buscar estratégias conjuntas para a prevenção da doença, permitindo a identificação precoce dos casos a fim de evitar grandes problemas.

 

Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA)

Coordenado por professora e alunos da área de linguística, do Instituto Latino-Americano de Arte, Cultura e História. Vinculado a proposta Escola faz ciência: Jornal de divulgação científica, que compõe o projeto do PICCE, fomenta o  desenvolvimento do letramento científico dos estudantes da rede pública de ensino,  especialmente, no final do ensino fundamental, através de um jornal que será construído pelos próprios estudantes, relacionado com às disciplinas de línguas portuguesa.

Embora o projeto filia-se à linguística, trata-se de um projeto interdisciplinar. Por partir de uma reflexão sobre o ensino de língua e letramento científico, servirá a professores não só de português, como de ciências da educação básica. 

Objetivos:

  • Refinamento de habilidades de leitura e escrita sobre os temas de ciência, contemplados no Programa Interinstitucional de Ciência Cidadã na Escola;

  • Recontextualização de teorias e processos científicos;

  • Pesquisa dos descritores de avaliação do letramento científico em matrizes do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb);

  • Pesquisa das diretrizes de ensino de língua portuguesa e ciências e sua relação com o letramento científico.

para dúvidas ou sugestões, entre em contato conosco!